Comitê aprova suspensão temporária de aulas e delibera novas restrições ao funcionamento de bares e cultos religiosos

A suspensão é por 14 dias e após esse período o comitê se reunirá novamente para avaliar o quadro epidemiológico
PMT
I026629.jpg
Lotação de leitos de UTI acendeu o sinal vermelho

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Timóteo aprovou por unanimidade a suspensão temporária das aulas no município a partir desta terça-feira (9). A decisão foi tomada durante a reunião extraordinária realizada na noite de segunda-feira na sala de reunião da Prefeitura. No caso das escolas particulares, o decreto começa a valer completamente a partir de quarta-feira, dia 10.  A suspensão é por 14 dias e após esse período o comitê se reunirá novamente para avaliar o quadro epidemiológico, números de ocupação de leitos de UTI e de enfermaria para deliberar por eventual alteração das posturas. 

A reunião foi conduzida pelo Secretário Municipal de Saúde, Eduardo Morais, explicando que a convocação extraordinária foi feita em face dos dados preocupantes verificados nos últimos dias. “A situação requer o máximo de atenção à preservação da vida”, resumiu o Secretário informando que a condição se agravou nos últimos dias com a superlotação das unidades de saúde. A ocupação dos leitos de UTI-Covid passou de 90% para 100% e de enfermaria de 60% para 80% em Timóteo. Desde o início da pandemia, o Município registrou 6.516 casos da Covid-19; 1.380 casos em investigação; 162 óbitos e 6.153 recuperados. 

O Superintendente Regional de Saúde, Ernany Duque, confirmou que no último fim de semana alguns pacientes da região tiveram que ser transferidos para outras cidades. “Trabalhamos doze meses para evitar exatamente o que está ocorrendo com a desassistência de pacientes (falta de leitos hospitalares)”, citou Duque. Ao mesmo tempo, ele parabenizou o Município pelas ações de enfrentamento desde o início da pandemia. 

O diretor da UPA Geraldo dos Reis Ribeiro, Belmiro Costa, também confirmou um aumento abrupto na ocupação de leitos. Segundo o médico, a unidade está preparada, mas a demanda no último fim de semana foi muito superior ao esperado, o que corrobora a decisão de suspender algumas atividades para evitar aglomerações e não sobrecarregar ainda mais o sistema de saúde.

Bares e cultos

Outros pontos aprovados pelo comitê referem-se à restrição do funcionamento de bares, botecos, restaurantes, lanchonetes e similares que poderão funcionar de 10h até às 21h.  Os cultos, celebrações e missas também terão restrição e poderão ocupar no máximo 30% do espaço físico para pessoas sentadas, obedecendo aos protocolos sanitários repassados nas capacitações promovidas pela Prefeitura de Timóteo.

Durante a reunião, o Secretário de Educação e Vice-Prefeito, José Vespasiano Cassemiro, o Professor Vespa, fez a defesa da paralisação das escolas até que o sistema de saúde esteja em condição de receber os pacientes em situação grave. Segundo Professor Vespa, parte do recesso de julho será antecipado para as próximas semanas. “O bom senso prevaleceu, as ponderações foram consideradas apesar de todos reconhecerem que os protolocos adotados nas escolas atenderam a sua finalidade. Contudo o momento requer cuidados excepcionais em função da situação da retaguarda hospitalar, que no momento é crítica”, ponderou José Vespasiano.

Todas os demais segmentos do comércio e prestação de serviços deverão manter todos os protocolos sanitários, descritos anteriormente por meio de decretos e treinamentos oferecidos pela Administração Municipal. Ao final da reunião, o Secretário de Saúde solicitou o apoio conjunto ao setor de Fiscalização, pelas Polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros, e a intensificarem as ações de enfrentamento à pandemia do coronavirus. “Aproveito a oportunidade para agradecer mais uma vez a todos os trabalhadores da saúde que nos últimos doze meses estão na linha de frente arriscando a suas vidas para garantir o melhor atendimento aos usuários do SUS”, encerrou Eduardo Morais, que preside o comitê.

Fonte : PMT

Compartilhe: